Conheça um pouco sobre a Pecuária no Brasil e a chegada das raças Angus, Brangus e Red Brahman

A pecuária deu seus primeiros passos no Brasil por volta do século XVI, quando as primeiras cabeças de gado desembarcaram em capitania de São Vicente vindas de Cabo Verde. O ano era 1534. Mas foi apenas 16 anos mais tarde que a criação de gado se tornou realmente expressiva em Salvador (BH) e a atividade se espalhou por todo Nordeste.

Inicialmente, a criação de gado tinha somente um objetivo: usar a tração animal para facilitar o plantio nas fazendas. Somente a partir do século XVII que o gado passou a ser criado de forma independente, visando o abate para produção de carne.

Como a atividade demandava muito espaço para que os animais pudessem pastar, criadores foram obrigados a expandir cada vez mais as áreas de criação. Foi atrás de novas terras que a pecuária aumentou suas fronteiras e chegou até o Centro-Oeste, região ainda pouco explorada no Brasil à época.

Mais tarde, por volta do século XVIII, a pecuária alcança o Sul do país e encontra abundância de água. O clima sulista mais parecido com o da Europa, favoreceu o crescimento da pecuária que se tornou uma das atividades mais importantes da região até os dias de hoje.

Em 1898 pecuaristas visionários se arriscaram em uma longa viagem até a Índia em busca de exemplares de zebuínos. Na época o translado podia durar anos. A raça zebuína se adaptou facilmente ao clima brasileiro e hoje é a mais predominante em todo território nacional.

Modernização

A partir da segunda metade do século XX, a pecuária brasileira passa por um processo de modernização. Novas raças são introduzidas, padrões de qualidade começam a ser estipulados e a crescente preocupação com alimentação e saúde permitem um salto produtivo, gerando mais receita e aumentando sua participação na produção de riquezas no país. A pecuária passa a ser um dos principais pilares econômicos do Brasil.

O novo século chega e com ele mais inovações para o segmento. O aprimoramento genético coloca o país na lista dos principais produtores e exportadores de material genético, animais para corte e carne do mundo. Hoje o Brasil é dono do maior rebanho bovino comercial com mais de 200 milhões de cabeças de gado.

Angus

O primeiro registro da raça angus no Brasil foi realizado em 1906 pelo criador Leonardo Collares Sobrinho, de Bagé (RS). O desenvolvimento da raça ocorreu na região Sul, viabilizada pela importação de touros vindos da Argentina e do Uruguai, onde a raça já era selecionada desde o século XIX.

Brangus

Os primeiros Brangus do Brasil foram trazidos para cá na década de 1970, mas a raça se popularizou por aqui somente no final da década de 1990. Como os primeiros exemplares foram desenvolvidos em Bagé (RS), inicialmente a raça foi chamada de Ibagé. Mais tarde, buscando padronizar a raça com o restante do mundo, foi chamado Brangus Ibagé e por fim, apenas Brangus.

Red Brahman

Os primeiros exemplares de Red Brahman chegaram ao Brasil na década de 1990, vindos dos Estados Unidos. A raça tem sido usada em projetos de cruzamento industrial com foco em produção de carne.

Para mais informações sobre a VPJ Pecuária:
Breeders Propaganda e Marketing
Mauren Ribeiro
E-mail: mauren@breeders.com.br
Telefone: (19) 3867-7022